Todo Olhar Tem Um Fim




Alô janela, minha única tela.
Meus únicos 180 graus de visão
Do que há fora daqui
E do que há dentro de mim
Enxergar apenas o que é dado pelo vão...
...da imensidão? não sei...
Pra eu, todo olhar tem um fim.

Olhava tanto e sem piscar
Até lagrimar de dor e de tristeza
Era mais por tristeza, de ver tanto e não ter nada.
Meu rosto encostado nas grades geladas
Já não tinha tanta expressão além da frieza que adquiria
Adquirida pelo frio da grade e pela vida nas grades

Ainda penso em me arrepender pelo fiz
Penso em pensar melhor no que fazer
Penso tanto em tudo
E no fim já não sei de nada
Pois no fim só sabemos pensar
Sem ter o que fazer

30 de mar de 2010 às 20:11:00

0 Comments to "Todo Olhar Tem Um Fim"

Postar um comentário