Romper


Talvez nem precise te suportar
Talvez nem tenha mesmo que te esperar
Não deveria ser daqui a diante
Mas vai acontecer.

Queria me estirar no tempo
Até distender os minutos
Até romper as horas
Melhor seria virar molas

Merecia ser espalhado
Desprendido de você
Independente, contente
Avulso e completo

Queria ter voado mais
Ficar mais longe
Distante da sua superfície
E me esconder de suas tolices

Longe dos teus olhos
Intocável por suas mãos
Inviável para teus passos
Pacifista Inatingível

Mas é de nossa natureza
Ser o que devemos carregar
Carregar o que somos
E amar quem amamos

Felipe Façanha

15 de fev de 2010 às 22:21:00

1 Comment to "Romper"

Postar um comentário